GT-CEP realiza primeira reunião – Instituto Federal do Paraná

Notícias

GT-CEP realiza primeira reunião

Publicado em

Copiado!

Nesta quarta, dia 29 de fevereiro, a Diretoria de Pesquisa e Inovação (DIPI/PROEPI) promoveu a primeira reunião do grupo de trabalho (GT) para constituição do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) do IFPR. Em janeiro, a DIPI realizou uma chamada interna para formação do GT-CEP convocando professores e técnicos administrativos interessados em participar de sua composição. Seis servidores encaminharam cartas de intenção e foram aceitos para compor o GT- CEP: Adriana Couto Pereira Rocha (Palmas), Camila Garcia Salvador (Palmas), Celia Regina Alves de Araújo (Curitiba), Manoel Martin Júnior (Londrina), Raymunda Viana Aguiar (Curitiba) e Marcela Moreira Terhaag ( Umuarama). Somam-se a estes servidores, para desenvolver as atividades do grupo, a equipe da Diretoria de Pesquisa e Inovação. Dentre as atividades realizadas pelo GT-CEP está a realização de um plano de trabalho com prazos para implantação do Comitê, bem como o encaminhamento de uma proposta de criação e atuação do CEP.

Atividades do Grupo de Trabalho

A Diretoria de Pesquisa e Inovação (DIPI) aponta ainda como atividades a serem desempenhadas pelo Grupo de Trabalho o levantamento da demanda para o Comitê de Pesquisa; recuperação dos trabalhos iniciados em 2009/2010 sobre o CEP/IFPR; fortalecimento do contato com o CEP da PUC/PR e articulação com o CONEP (Conselho Nacional de Ética em Pesquisa); discussão e propostas para o fluxograma da Pesquisa no IFPR, considerando os diversos órgãos e agentes; discussão e proposição do Regimento para o CEP/IFPR, para sua inclusão no Regimento Geral do IFPR e, se necessário, propor alterações das resoluções existentes; levantamento das necessidades para a constituição do CEP IFPR, em infraestrutura e recursos humanos, considerando ainda a qualificação dos profissionais que se envolverão na fase de implementação do CEP IFPR.

Princípios norteadores da proposta do GT

“A proposta se baseia em um trabalho de grupo, multidisciplinar e multicampi, em que a DIPI/PROEPI é o órgão centralizador e de apoio para que os profissionais envolvidos tenham autonomia e liberdade para elaborarem um projeto consistente”, explica Carmen Ballão Watanabe, diretora da DIPI.  Ela explica que neste sentido, apesar de um grupo definido, as atividades poderão e deverão requerer colaboradores e o grupo se dispõe abertamente a toda contribuição que venha agregar esforços para a consecução do objetivo comum de implantar um Comitê de Ética qualificado e profissional e que agregue valor às pesquisas do IFPR, com legitimidade ética e responsabilidade social.

 

 

Topo