Oficinas de Sabões Ecológicos – O Ensino de Química numa Perspectiva Socioambiental – Instituto Federal do Paraná
Oficinas de Sabões Ecológicos – O Ensino de Química numa Perspectiva Socioambiental

Oficinas de Sabões Ecológicos – O Ensino de Química numa Perspectiva Socioambiental

Última atualização:

Copiado!

Subprojeto de Química do Pibid, Campus Palmas
Coordenadora de área: professora Sandra Inês Adams Angnes Gomes

O projeto de extensão Fábrica Escola de Detergentes em parceria com alunos de iniciação à docência, professora supervisora e coordenação de área do subprojeto de Química do Pibid (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a docência) de Palmas desenvolveram oficinas para produção de sabões ecológicos com 100 estudantes de Ensino Médio do Colégio Estadual Sebastião Paraná. Os estudantes foram divididos em 05 grupos com 20 alunos). As ações dividiram-se em três etapas importantes: coleta de óleo residual, palestra informativa envolvendo questões a e oficinas com produção de sabão ecológico em barra, líquido e amaciantes.

Durante as palestras foram exploradas questões voltadas aos impactos ambientais relacionados ao descarte inapropriado do óleo residual, a possibilidade de reciclá-lo para produção de sabões, modo de preparo de sabões ecológicos e questões voltadas aos riscos e cuidados quando do uso da mistura de etanol e soda cáustica. Para a compreensão acerca de como o sabão atua na limpeza da gordura realizou-se com alunos pequenos experimentos sobre a tensão superficial da água, explicou-se todo o processo como o sabão atua na quebra dessa tensão para efetivar a limpeza da gordura. Por fim, os estudantes realizaram a aula prática, momento que puderam elaborar os seus próprios produtos.

A realização dessa atividade com indivíduos em formação possibilitou aplicar a Química no âmbito escolar e social, dando significados aos conceitos químicos, permitindo fazer uma abordagem socioambiental que integra o Ensino de Química com uma Educação ambiental mais verde e sustentável, fomentando a conscientização e mudança de posturas frente a problemas socioambientais. Além disso, o desenvolvimento dessas oficinas teve um papel um papel importante e formativo, ao proporcionar que acadêmicos, futuros professoras colocassem em prática um ensino na perspectiva da Educação ambiental, aproximando-se do trabalho docente.

Agradecimentos:
Pibid – Capes
IFPR – Campus Palmas

Topo

Opinião

Sua opinião é importante para melhorar o site do IFPR.
Responda o questionário e nos ajude a fazer um site cada vez melhor.