Câmpus Foz sedia o IV Encontro Nacional dos Núcleos de Pesquisa Aplicada em Pesca e Aquicultura – Instituto Federal do Paraná

Notícias

Câmpus Foz sedia o IV Encontro Nacional dos Núcleos de Pesquisa Aplicada em Pesca e Aquicultura

Publicado em

Copiado!

Entre os dias 05 e 07 de dezembro, o Câmpus Foz do Iguaçu vai sediar o IV Encontro Nacional dos Núcleos de Pesquisa Aplicada em Pesca e Aquicultura (NUPAS). O evento é uma realização da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC-MEC), Instituto Federal do Paraná e demais Institutos Federais da Região Sul com apoio da Itaipu Binacional.

O encontro tem como objetivo promover discussões sobre os avanços da Política para a Formação Humana na Área da Pesca Marinha, Continental e Aquicultura Familiar e de Portos e Navegação e sua inserção dentro das atividades de pesca e aquicultura. É, também, uma oportunidade de fomentar a difusão e socialização das pesquisas aplicadas em pesca e aqüicultura realizadas pelos Nupas, divulgando os trabalhos e pesquisas científicas e os programas para fortalecimento das ações voltadas a pesca e aqüicultura.

Participam do evento Coordenadores e Sub- coordenadores dos Núcleos de Pesquisa Aplicada a Pesca e Aqüicultura; estudantes, professores e pesquisadores; conferencistas nacionais e internacionais da área; pescadores e aquicultores; profissionais atuantes na área e demais interessados na área formação humana em pesca e aquicultura. Cerca de 120 participantes são esperados pela Comissão Organizadora.

As incsrições podem ser feitas até o dia 30 de novembro. As instruções para inscrição estão na página do evento.

O que são os NUPAS?

A Política para a Formação Humana na Área da Pesca Marinha, Continental e Aquicultura Familiar e de Portos e Navegação foi criada a partir do termo de cooperação técnica nº 002, de 18 de dezembro de 2006, celebrado entre Ministério da Educação por meio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnólogica e a Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca da Presidência da República, atualmente Ministério da Pesca e Aquicultura. Desde então, vem realizando a ampliação das ações voltadas a educação profissional e tecnológica nas áreas de pesca e aqüicultura.

Com a criação dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, as atividades desta Política foram fortalecidas. Atualmente, são 30 núcleos em todas as regiões do país, que realizam ações junto às comunidades pesqueiras até então, inalcançáveis pela educação.

Os NUPAS são formados pelos IFs, pela comunidade acadêmica de cada região, colônias de pescadores, associações de produtores e demais atores envolvidos no setor da pesca e aqüicultura. Desde 2007, várias ações da Política para a Formação Humana na Área da Pesca Marinha, Continental e Aquicultura Familiar/Portos e Navegação vêm transformando o setor, com a criação de mais de 80 cursos na área de pesca e aqüicultura. Cerca de 4000 alunos freqüentam aulas presencias nos IFs de todo Brasil, desde cursos de capacitação, técnicos e superiores. Neste período houve também uma contratação significativa contratação de professores para área, além de nvestimentos em projetos de pesquisa pela SETEC na ordem de 5 milhões de reais, aquisição de barcos escola e infra-estrutura para os campus, além, de oportunidade para formação dos professores a nível de mestrado e doutorado.

Programação

No dia 5 de dezembro, o evento contará com a palestra “Desafios e perspectivas para a Pesquisa Aplicada em Pesca e Aquicultura e a articulação com as políticas de Educação Profissional e Tecnológica”, com as expositoras Anna Catharina Dantas e Vania Nobile (Setec/MEC); “Aquicultura e Pesca no Reservatório da Itaipu Binacional”, com a expositota Carla Canzi (Itaipu); “Experiências da implantação de uma Cooperativa de Piscicultores”, com a expositora Aldi Feiden (Gemaq). A programação do dia termina com uma visita técnica ao Canal da Piracema, no Centro de Pesquisa da Itaipu Binacional.

No dia 6 de dezembro, a programação inicia com a exposição de banners sobre as pesquisas desenvolvidas pelos NUPAS. Logo em seguida, o público poderá conferir as palestras “Curtimento de pele de peixe”, com a expopsitora Márcia Malluf (LQA/Unioeste) e “Agregação de valor ao pescado”, cok o expositor Wilson Rogério Boscolo (Unioeste). Á tarde, a programação conta com uma visita à Barragem de Itaipu e com a palestra “Agregação de valor ao pescado”, com o expositor Wilson Rogério Boscolo (Unioeste).

O último dia do evento, 7 de dezembro, será destinado à palestra EAD – Aqüicultura e Pesca, com o expositor Otávio Sampaio e às Reuniões de Trabalho Regional e Nacional dos NUPAS.

Topo