Câmpus Ivaiporã promove curso FIC em Hortas Pedagógicas – Instituto Federal do Paraná

Notícias

Câmpus Ivaiporã promove curso FIC em Hortas Pedagógicas

Publicado em

Copiado!

Teve início neste segundo semestre, no Câmpus Ivaiporã, o curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) em Hortas Pedagógicas de Base Agroecológica. O curso é promovido pelos professores de Agroecologia (Eixo de Recursos Naturais) e é voltado aos profissionais da Educação, principalmente docentes da Rede Pública municipal de Ensino de Ivaiporã e do Núcleo Regional de Educação de Ivaiporã.

“A implantação de hortas de base ecológica nas escolas como recurso pedagógico permitirá a construção de um trabalho interdisciplinar que promove o exercício da cidadania, crescimento da consciência ambiental e do conceito de alimentação saudável, motivando e sensibilizando as crianças para uma melhor qualidade de vida”, frisou a coordenadora do curso, professora Ellen Rúbia Diniz.

Durante a realização do FIC, os alunos terão conteúdos teóricos e aulas práticas que os capacitarão para a implantação de hortas pedagógicas nas escolas em que atuam. O curso é formatado em quatro módulos que contemplam Aspectos Pedagógicos e de Educação Ambiental, Horticultura de Base Agroecológica e Aproveitamento Integral dos Alimentos.

A idéia do FIC em Hortas Pedagógicas surgiu a partir de uma demanda levantada pela Coordenação da Educação Infantil do Departamento de Educação de Ivaiporã de implantar hortas com finalidade educativa em creches da Rede Municipal. A proposta foi estendida pelo IFPR a todas as unidades de educação municipais e estaduais do município e região. Cerca de 130 alunos atuarão como agentes de aplicação e propagação do conhecimento nas escolas.

“O interessante é que já há uma satisfação muito grande por parte dos alunos que iniciaram os módulos, o que tem levado a um marketing institucional muito bom, que se comprova na procura de outros professores da rede pública que já manifestaram o interesse em realizar o curso”, comentou o professor Ricardo Rodrigues de Souza.

Algo considerado inovador é a participação de alunos da Educação para Jovens e Adultos (EJA), os quais estão em processo de alfabetização e são acompanhados de seus professores durante o curso. Com isso, as aulas têm sido montadas e ministradas de maneira diferenciada, contemplando-se os fatores de inclusão.

O curso tem carga horária de 160 horas. As aulas desta turma serão realizadas até o mês de dezembro deste ano.

Informações: Câmpus Ivaiporã

Topo