Comissões promovem a participação de servidores e estudantes na construção do PDI 2014-2018 – Instituto Federal do Paraná

Notícias

Comissões promovem a participação de servidores e estudantes na construção do PDI 2014-2018

Publicado em

Copiado!

Na manhã de sexta-feira (6), dirigentes das pró-reitorias e do gabinete do reitor do IFPR conheceram a proposta de composição das três comissões que trabalharão na construção do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do IFPR para o período de 2014 a 2018. O PDI é o documento que identifica uma instituição de ensino superior no que diz respeito à sua filosofia de trabalho, à missão a que se propõe, às diretrizes pedagógicas que orientam as suas ações, à sua estrutura organizacional e às atividades acadêmicas que desenvolve ou pretende desenvolver. É uma exigência prevista no Artigo 16 do Decreto 5773/06, que dispõe sobre a regulação, supervisão e avaliação de instituições de educação superior e seus cursos superiores de graduação no sistema federal de ensino.

A reunião foi iniciada pela exposição do servidor Gilson Lima de Moraes, presidente da Comissão Própria de Avaliação do IFPR, que apresentou os dados do Relatório de Auto Avaliação referente ao ano de 2012. Moares, que também é o responsável pela Ouvidoria do IFPR, destacou que o PDI é um importante documento para a instituição, já que é uma exigência legal e base para a constituição de outros, como o próprio Relatório de Auto Avaliação. Depois disso, o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Bruno Pereira Faraco, deu início à apresentação do Modelo de Planejamento Estratégico do IFPR e da metodologia a ser empregada para a elaboração do PDI 2014-2018, proposta pelo Fórum de Pró-Reitores de Desenvolvimento Institucional da Rede Federal (FDI).

A metodologia de trabalho prevê a existência de três tipos de comissão. A primeira delas é a Comissão de Coordenação Geral, que vai reunir representantes do gabinete da reitoria e das pró-reitorias e terá como responsabilidade organizar o trabalho das demais comissões bem como supervisionar todas as ações relativas ao desenvolvimento do plano. Haverá, também, uma Comissão de Eixos Temáticos, responsável por levantar informações e promover atividades que respaldem a elaboração das minutas parciais do PDI e dos eixos do documento, constituída por integrantes das pró-reitorias. O terceiro grupo é a Comissão Local, responsável por divulgar e viabilizar atividades e eventos nos câmpus, publicizando informações e levando as demandas e propostas da comunidade interna para as Comissões de Eixo Temático e da Comissão Geral. Cada câmpus terá a sua Comissão Local, que será composta pelo Diretor Geral, por representantes dos docentes, técnicos-administrativos e estudantes.

“O PDI deve refletir o planejamento das políticas institucionais e construir as diretrizes da instituição para um período de 5 anos. Para a construção do documento, torna-se importante envolver ao máximo os docentes, técnicos-administrativos e alunos, para que represente os anseios de toda comunidade interna e constitua-se em um legítimo e importante instrumento de gestão” explica Faraco. “Nosso maior desafio é construir um PDI efetivamente participativo”, complementa.

Esta metodologia de trabalho foi apresentada aos dirigentes do IFPR na reunião ordinária do Colégio de Dirigentes nesta terça-feira (10). Na ocasião, já foram, eleitos os representantes do Codir na Comissão de Coordenação Geral – a professora Roseli Dahlem, Diretora Geral do Câmpus Foz do Iguaçu – e na Comissão de Eixos Temáticos – o professor Onivaldo Flores Júnior, Diretor Geral do Câmpus Ivaiporã. Os demais membros serão indicados posteriormente pelos dirigentes de cada unidade ou seus pares. A previsão é de que o trabalho de elaboração do PDI seja concluído em um período de seis meses.

Notícia atualizada no dia 10/12, às 18h.

Topo