Dia Nacional da Consciência Negra traz visibilidade à questão racial no IFPR – Instituto Federal do Paraná

Notícias

Dia Nacional da Consciência Negra traz visibilidade à questão racial no IFPR

Publicado em

Copiado!

No domingo, 20 de novembro, comemorou-se o Dia Nacional da Consciência Negra. A data faz menção à morte de Zumbi dos Palmares, que morreu assassinado em 20 de novembro de 1695 lutando pela liberdade do povo negro.

Um dos principais objetivos do Dia Nacional da Consciência Negra é contemplar as conquistas da comunidade negra no Brasil, evidenciando a ancestralidade afro-brasileira e suas contribuições no âmbito político, cultural, religioso e social.

No IFPR a data é lembrada durante toda a semana com uma série de atividades, exposições, manifestações e apresentações culturais.

No Campus Assis Chateaubriand, o II Encontro em Alusão ao Dia da Consciência Negra “Reconhecimento e Ressignificação da Identidade Afro-Brasileira” teve como finalidade mencionar e evidenciar o Dia da Consciência Negra para além de aspectos puramente históricos e celebrativos, trazendo questões de discussão e reflexão atuais sobre a identidade afro-brasileira, destacando a importância do reconhecimento e da ressemantização desta identidade e, sobretudo, da diversidade. O evento destinou-se aos alunos, docentes e servidores do IFPR, além de outros interessados na área de estudo das culturas afro-brasileira e africanas.

No Campus Capanema os alunos realizaram exposição de fotografias, máscaras, bonecas africanas, pintura em telhas e telas e também produções inspiradas em artistas como Rosana Paulino e Rubem Valentim.

No Campus Pinhais, entre os dias 21 e 26 de novembro acontece a II Semana da Consciência Negra, que contará com ações de multiculturalismo, interculturalidade e diversidade cultural como a Oficina de Turbantes, lançamento do Coletivo Negro IFPR, e a participação de Sueli Crespa, escritora, poetisa e militante negra. 

Em Telêmaco Borba o Grêmio Estudantil do campus prepara um evento para os dias 23 e 24 de novembro, que tem como principal meta quebrar tabus em relação a cultura negra e africana fazendo com que seja mais discutida e integrada. O evento foi pensado pelo Grêmio Estudantil do Campus Telêmaco Borba com a ajuda dos alunos, e tem como objetivo estudar e refletir sobre a cultura negra e os impactos causados por preconceitos, desmistificando alguns mitos relacionados a ela através da integração de alunos, professores e técnicos em atividades culturais, para que passem a vê-la de forma diferente e livre de preconceitos. Serão propostas atividades culturais como debates sobre curtas-metragens que abordam o racismo, oficinas para confecção de bonecas Abayomi, documentários sobre a religião afro-brasileira e oficinas de pintura e estudo de símbolos africanos.

Veja mais sobre a Semana da Consciência Negra nas páginas dos campi do IFPR.

De acordo com o Pró-Reitor de Extensão, Pesquisa e Inovação (Proepi), Marcelo Estevam, “o IFPR tem desenvolvido uma série de ações no sentido da Promoção da Igualdade Racial e Social, celebrando ações de inclusão, por políticas de ações afirmativas, seja racial, social, indígena ou de portadores de necessidades especiais.” Marcelo destaca que a Proepi reforçará essas ações instituindo diversas Comissões para 2017 nos moldes da já existente, Comissão de Cultura do IFPR.

Inclusão racial no IFPR

Em sintonia com sua política de inclusão, no Instituto Federal do Paraná são reservadas 10% das vagas ofertadas pelo Processo Seletivo para Cursos Técnicos de Nível Médio e de Nível Superior gratuitos para a inclusão racial. Saiba mais sobre a política de inclusão do Processo Seletivo IFPR 2017.

 

Topo