Matrículas nos cursos do Câmpus Palmas são prorrogadas até terça-feira; aulas retornam em dois endereços – Instituto Federal do Paraná

Notícias

Matrículas nos cursos do Câmpus Palmas são prorrogadas até terça-feira; aulas retornam em dois endereços

Publicado em

Copiado!

Os candidatos aprovados para os cursos técnicos e superiores do Câmpus Palmas têm até às 22h desta terça-feira (10) para a realização das matrículas junto à Secretaria Acadêmica do câmpus. A prorrogação se deu em razão dos danos causados por um temporal na tarde da última quinta-feira (5) e do consequente cancelamento das atividades administrativas e acadêmicas até sexta-feira (6). No período noturno, os candidatos serão atendidos na Biblioteca.

Os danos à estrutura física também resultaram na suspensão das aulas a partir da tarde de quinta (5) e durante toda a sexta-feira (6). As atividades voltaram ao normal na manhã desta segunda (9). À noite, as turmas dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Direito, Técnico em Vendas, Técnico em Cooperativismo e de todos os cursos do Pronatec serão ministradas na Escola Estadual Monsenhor Eduardo, já que o espaço que as abrigava aguarda pelos reparos necessários. A previsão é de que, até o dia 20 de dezembro, todas as atividades voltem a ser ministradas no Câmpus Palmas, conforme os espaços sejam reestabelecidos.

Na tarde de sexta-feira (6), o pró-reitor de Extensão, Pesquisa e Inovação, professor Frederico Fonseca da Silva, visitou o Câmpus Palmas, para uma reunião emergencial com os dirigentes da unidade. Representando o reitor pro tempore do IFPR, professor Jesué Graciliano da Silva, o pró-reitor circulou pelos blocos que foram atingidos pelo temporal. “A Reitoria vai trabalhar e dar todo o apoio necessário para que os impactos causados por este fenômeno da natureza sejam minimizados”, garantiu. À imprensa local, afirmou que os danos à estrutura física e equipamento podem ultrapassar R$ 1 milhão.

O temporal atingiu o câmpus no início da tarde de quinta-feira (5) e provocou o destelhamento dos blocos administrativos e acadêmicos e outros danos à estrutura, em especial à parte elétrica. Desprotegidos, laboratórios e salas de aula foram inundados pela chuva. Além da estrutura física, equipamentos como computadores e materiais utilizados nos setores administrativos e nos cursos ficaram inutilizáveis. “Pode-se perceber a força do temporal ao observar os laboratórios perdidos, o destelhamento e o prejuízo causado em todos os blocos da instituição”, afirma a Diretora Geral do Câmpus, professora Carmen Waldow. Até a tarde desta segunda-feira (9), a energia elétrica já havia sido reestabelecida nas salas do primeiro andar de todos os blocos.

Topo