Paranaguá e Foz do Iguaçu criam subcoordenações do Núcleo Sul III de Pesquisa Aplicada a Pesca e Aquicultura – Instituto Federal do Paraná

Notícias

Paranaguá e Foz do Iguaçu criam subcoordenações do Núcleo Sul III de Pesquisa Aplicada a Pesca e Aquicultura

Publicado em

Copiado!

Foram criadas na tarde desta segunda-feira (13) as subcoordenações  do Núcleo de Pesquisa Aplicada a Pesca e Aquicultura – Sul III – Paraná. Os Núcleos de Pesquisa Aplicada em Pesca são uma política pública da Secretaria de Educação Profissional e tecnológica (Setec/MEC) e do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) em parceria com instituições de ensino e com entidades de diversos setores da sociedade (público, privado e o terceiro setor).

Os Núcleos tem a finalidade de produzir e difundir conhecimento científico e tecnológico nas áreas da pesca marinha, continental e aquicultura familiar. A criação das subcoordenações foi realizada no auditório do Campus Paranaguá e contou com a presença do coordenador nacional da política de formação humana na área de Pesca Marinha, Continental e Aquicultura Familiar, Portos e Navegação, professor Edmar Almeida Moraes. Também estiveram presentes o coordenador do Núcleo Sul III de Pesquisa Aplicada a Pesca e Aquicultura, professor Otávio Bezerra Sampaio e do diretor geral do Campus Paranaguá, professor Marco Aurélio Visintin.

As subcoordenações foram criadas para desenvolverem projetos de pesquisa aplicada que levem em consideração a realidade local onde serão realizadas. “Objetivo é promover a inclusão social, o desenvolvimento sustentável e a melhoria da qualidade de vida das comunidades pesqueiras”, afirma o coordenador do Núcleo Sul III, professor Otávio Bezerra Sampaio. Além da pesquisa, os Núcleos pretendem criar programas de extensão para o assessoramento técnico-científico, possibilitando o manejo participativo e adequado dos recursos pesqueiros.

Os Núcleos também tem a prerrogativa de serem agentes articuladores entre as colônias de pescadores e as demais entidades representativas do setor pesqueiro e aquícola. A ideia é que o Núcleo contribua para o planejamento e registro de dados referentes à pesca e a aquicultura que sirvam de respaldo para a implementação de ações nessa área.

Outro objetivo dos núcleos é atuar na formação de docentes extensionistas na área de pesca marinha e continental e aquicultura familiar de forma articulada junto à Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Além disso, o Núcleo vai desenvolver e difundir novas tecnologias de aquicultura e pesca, beneficiamento, processamento e comercialização de pescado.

Topo