Documento que disciplina processo de RSC é encaminhado ao MEC – Instituto Federal do Paraná

Notícias

Documento que disciplina processo de RSC é encaminhado ao MEC

Publicado em

Copiado!

O reitor do IFPR, professor Irineu Mário Colombo, encaminhou ao Ministério da Educação, na tarde desta quinta-feira (27), a Resolução nº 05 de 25 de março de 2014, que disciplina o processo de Reconhecimento de Saberes e Competências no Instituto Federal do Paraná. O documento foi aprovado pelo Conselho Superior do IFPR (Consup) na última terça-feira (25). Agora, o regulamento será analisado pela Comissão Permanente de Reconhecimento de Saberes e Competências (CPRSC), em Brasília.

O regulamento de RSC no IFPR segue as orientações da Resolução 1/2014 da CPRSC e foi construído por uma comissão especialmente criada para a tarefa, em setembro de 2013. De acordo com o Resolução nº 05/2014, a Comissão Permanente de Pesoal Docente (CPPD) do IFPR será responsável por acolher os pedidos de RSC e constituir uma comissão especial para analisá-los. A Comissão Especial de RSC será composta por 1 professor do IFPR e outros dois professores externos. Todos os professores do IFPR podem solicitar o Reconhecimento de Saberes e Competência.

Reconhecimento de Saberes e Competências no IFPR

Uma primeira proposta de Reconhecimento de Saberes e Competências já havia sido aprovada pelo Conselho Superior do IFPR em dezembro de 2013. O documento, no entanto, foi construído com base na minuta que daria origem à Resolução 1/2014 da CPRSC, esta última publicada em fevereiro de 2014, com alterações no texto da minuta. Dessa forma, fez-se necessária a reestruturação da proposta do IFPR, levando em conta as modificações pelas quais passou a resolução da CPRSC antes de sua publicação.

Na última reunião do Consup, o conselheiro Adriano Willian da Silva, relator do processo de apreciação de proposta revisada do regulamento para concessão de RSC, apresentou o novo documento aos demais membros. O relator destacou que os principais pontos alterados na proposta do IFPR referiam-se ao banco de avaliadores e à pontuação da documentação apresentada pelo solicitante de RSC. Adriano também defendeu a aprovação e rápido encaminhamento da proposta ao MEC. “Nos câmpus é grande o clamor pela aprovação e vigência deste regulamento”, enfatizou.

Topo